Resenha: Ele não é isso - Rodrigo Moreira

Olá pessoal, tudo bem com vocês? Hoje vou trazer um livro totalmente inusitado e fora do comum... Alguém aí curte Terror?
Alguém aí curte terror e SUSPENSE? Pois então este é o livro para você!

Escrito pelo paulista Rodrigo Moreira, Ele não é isso acabou mexendo com todos os meus conceitos de romances modernos, e quando eu digo romance, não estou falando do gênero literário romance, e sim da estrutura romance... Vamos lá, o que é um romance mesmo? Um livro constituído em capítulos que tenha começo, meio e fim! (Okay, essa é a explicação mais básica que encontrei)
Enfim, vamos logo para a história, porque acho que é isso que vai fazer vocês pirarem!

O livro começa com alguns fragmentos e depoimentos de pessoas em um "suposto" mundo pós-apocalíptico e você fica com a pulga atrás da orelha para saber o que diabos está acontecendo. Não há nada que nos dê uma pista sobre isso e depois, somos levados a conhecer Mathias e seu filho Junior.
Mathias é aparentemente bem sucedido e cuida do seu filho sozinho, com a ajuda de uma simpática vizinha chamada Celina. Este homem que poderia ser um mero trabalhador paulistano, que usa o metrô da Sé todo dia, na verdade esconde inúmeros segredos e, aos poucos, somos levados a entrar na mente perturbada de Mathias.

Ele perdeu a esposa e desde então nunca mais foi o mesmo, mas engana-se aqueles que pensam que ele e Felícia eram felizes e viveram um romanceio bonitinho. Não! Mathias fez a garota sofrer o pão que o diabo amassou e com sua morte, eu, leitora, acho que ele sentiu foi um remorso tremendo! Porém, as dores de Mathias vão muito além de Felícia e eu não vou contar porque é um baita spoiler e esta resenha não tem a intenção de dar spoilers!

As coisas, como se já não estivessem estranhas o suficiente, começam a piorar quando Junior fica doente e ao levá-lo no médico, ninguém sabe explicar exatamente o que o garoto tem. O que posso dizer é que a parte de terror e suspense ficam evidentes a partir desse ponto da narrativa. Junior realmente me fez ficar arrepiada e em muitos momentos, eu duvidei de que aquilo realmente estivesse acontecendo... ou se eram coisas da cabeça de Mathias.

Dona Celina começa a ficar preocupada quando Mathias decide interromper o tratamento do filho, alegando que os médicos de nada serviam e também larga o emprego a fim de cuidar da criança. Até aí tudo bem, a gente pensa: que pai dedicado! Mas não é bem assim.

Um dia Mathias saí com Junior e o menino está em um estado tão neurótico da doença que acaba mordendo um policial! É asqueroso, gente, sério, eu fiquei arrepiada!

Não posso contar muito mais do enredo, o que posso dizer para vocês é que uma série de coisas começam a acontecer, uma epidemia surge e contamina todo mundo, fazendo a grande metrópole brasileira se tornar um verdadeiro pandemônio... E aí vocês ficam na curiosidade de saber o que tudo isso tem a ver com Mathias e o seu bebê Junior. Bem, vocês só vão descobrir lendo e também vão ver que o título tem tudo a ver com a história!

Eu confesso que não sou muito chegada ao gênero, mas fiquei de boca aberta com a forma como a história se desenrola. Gostei mesmo. Indico e só posso dizer que o Rodrigo foi ousado e apostou alto nesse livro, pois é ou amo, ou odeio. Eu amei!

Os personagens são complexos, todos tem características humanas muito palpáveis e a história, até mesmo quando se torna completamente neurótica, possui verossimilhança, o que é algo bem difícil de ver em livros que abordam esse tipo de temática entre o horror com ficção e suspense.

Eu senti nojo em muitas partes do livro, vontade de vomitar e tudo! Então, se prepare, se você gosta desse tipo de leitura, vá em frente. Se você está experimentando ainda, faça como eu, leia de estômago vazio! Por esse motivo, devo também parabenizar o autor, pois acho que essa era realmente a intenção dele, causar-nos o asco e ver que a realidade pode ser exatamente como ele relatou.

No quesito estético, o livro está muito bem diagramado e bem revisado né? (eu que fiz a revisão hihi) há também uma nota do editor bastante interessante explicando o motivo de se usar uma linguagem mais informal, o que eu adorei, pois no deixa claro que não é erro de revisão e sim uma aproximação do leitor com a fala do dia a dia. Gostei muito!

Então, não se esqueça: Corra agora mesmo e descubra o que é ELE NÃO É ISSO!
Tenho certeza de que não se arrependerão!
Hoje vou ficando por aqui e até a próxima!

classificação


Sinopse: Em pleno marco zero de São Paulo e escondida entre as paredes do edifício Nazareth, uma história, que antes fora de amor, vai se tornar sofrimento, tortura e medo. Em uma noite tranquila, Matias e sua esposa, Felícia, grávida de 6 meses, são atacados por um cão. Para ele, havia sido apenas um susto. Para ela, uma dolorida, mas curável, ferida na perna. No entanto, a ignorante certeza de que tudo acabará bem, desprezando a necessidade de cuidados médicos, causará sérias consequências. O que tal negligência ocasionará às vidas dessa família? Que destino um simples acidente revelará para o mundo? Matias, enclausurado em seu apartamento com seu filho, Júnior, viverá momentos tenebrosos e sombrios que mudarão para sempre a sua história e das pessoas à sua volta. Um pai, um filho e um destino amedrontador.
Uma história de terror, drama? Quem sabe! Pode-se dizer que este é, apenas, um relato sobre um ser que, há muito tempo, deixou de viver, mesmo que a função fisiológica denominada respirar diga o contrário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Seu comentário é muito importante para nós!